Terceirizar no Brasil é o melhor caminho para empresas de qualquer segmento.

Segundo dados do IBGE no Brasil 22% dos empregados formalizados são terceirizados. E as perspectivas de crescimento são positivas com a aprovação da Lei 13.429/2017 no Brasil que amplia a terceirização de mão de obra para várias atividades empresariais.

Quando surgiu a terceirização?

A terceirização de mão de obra surgiu logo após a segunda guerra mundial (1939-1945) com o fim do conflito mundial, a economia passou a ter uma grande importância e crescimento e logo deu espaço para o desenvolvimento do modelo de produção de Taylor, que foi fundamentado na separação das tarefas a criação do processo de rotina dentro das grandes indústrias.

Com isso algumas partes dos processos foram padronizados e necessitavam de profissionais com funções menos especializadas e que se adaptassem facilmente a rotina da linha de produção com o objetivo de aumentar a produtividade e assim melhorar a alta competividade do sistema econômico

Desde então, a terceirização se tornou cada vez mais importante no processo de fabricação das grandes empresas se espalhando pelo mundo inteiro.

E terceirizar no Brasil?

Esse modelo de trabalho é amplamente utilizado com excelente desempenho no Brasil e por isso já foi motivo de grandes debates de propostas de legislação para garantir aos trabalhadores a maneira mais correta e justa de trabalho.

Mas afinal, o que é a terceirização?

A terceirização é a contratação de uma empresa especializada em recrutar e capacitar profissionais para determinadas funções em uma outra empresa. Tendo toda a responsabilidade sobre este profissional, portanto o trabalhador terceirizado mantém um vínculo empregatício com a empresa fornecedora de mão de obra, mas que trabalha nas dependências da empresa que contratou o serviço.

Quais serviços são terceirizados?

A terceirização era permitida apenas para funções que não era o objeto principal da empresa, ou seja, tarefas importantes, mas que não eram o coração da empresa ou chamada de atividades primárias. Entende-se por funções periféricas, para dar suporte, como conservação e limpeza, segurança, vigilância, transporte e alimentação. Terceirizando essas funções a empresa tem como concentrar todos os seus esforços na sua atividade fim.

No Brasil ainda existe muita discussão sobre esse tema, mas o importante é que temos uma lei para isso e que deve ser cumprida e respeitada.

O que muda com a nova lei?

A Lei 13.429/2017 aprovada no dia 31 de março diz que agora a terceirização pode ser feita para todas as atividades empresariais e não somente as periféricas.

Terceirizar é com a Supply

A Supply tem mais de duas décadas de trabalho na terceirização de profissionais para condomínios residenciais e empresariais e uma única certeza: uma capacidade gigantesca na gestão de pessoas.

Confie em quem entende de gente! Confie na Supply!